Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011

A denúncia

"Os cárceres estão cheios. As denúncias não param. Irmãos denunciam os irmãos, mulheres denunciam os maridos, os filhos denunciam os pais. Uma sombra devota de terror trespassa a alma do País.
Eis um pequeno sumário:
20 de Setembro de 1533 - António Correia denunciou Duarte Fernandes por não comer toucinho.
12 de Janeiro de 1554 - Diogo Antunes, estudante dos Jesuítas, disse que foi a casa de um calceteiro e que este tinha na parede uma estampa com um santinho com teias de aranha.
18 de Junho de 1554 - Compareceu o ourives Pedro Rodrigues por ter dito que certas mulheres iam à romaria da Senhora da Luz menos por devoção do que por poucas vergonhas.
31 de Janeiro de 1555 - Compareceu Baltasar Gomes, ourives, que denunciou um flamengo que não tirou o barrete quando passava diante da cruz.
9 de Março de 1555 - O padre Luís Neto, capelão da Sé, acusou um inglês chamado Ricardo, que disse que o Papa canonizava os santos por dinheiro.
9 de Setembro de 1555 - João de Paris, relojoeiro francês, denunciou o inglês Marcos, mestre da Nau, que disse que não era preciso rezar aos santos, bastava fazê-lo a Deus.
21 de Janeiro de 1556 - André Pires, padre de Sarzedas, denunciou António Rodrigues por ter dito que Nossa Senhora era judia.16 de Fevereiro de
1556 - O jesuíta João Dício acusou o flamengo Reiner, lapidador de pedras, por ter dito que era mais virtuosa a vida dos casados que a dos religiosos.
26 de Março de 1556 - Ascenso Fernandes denunciou Pedro de Loreto, carpinteiro francês, por comer carne à sexta-feira.
22 de Abril de 1556 - Francisco Gonçalves denunciou Rodrigues Álvares, escrivão, por vestir aos sábados pelote, calça preta, boas botas e roupão esverdeado, com pesponto de seda e alamares, ao passo que nos dias san tos traz só gabão de mangas curtas.
10 de Julho de 1556 - Fernando Afonso denunciou dois hereges de Ponte de Lima, que disseram que a hóstia era apenas pão.
30 de Abril de 1557 - Manuel Borges denunciou António Gonçalves por ter dito que dormir com uma mulher não era mal nenhum.
4 de Agosto de 1557 - O licenciado Garcia Mendes de Abreu acusou um cristão-novo de dizer, sobre a virgindade de Nossa Senhora, o seguinte: "Como é que se pode tirar a gema ao ovo sem o quebrar?".

 

José Hermano Saraiva e Maria Luísa Guerra, Diário da História de Portugal

 

  1. Quais as acusações mais frequentes?
publicado por historia8aavanca às 00:06
| Comentar

Escola Prof. Dr. Egas Moniz

Pesquisar

 

Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Posts recentes

Critérios Específicos de ...

Declaração Universal dos ...

As consequências da indus...

A Revolução industrial

As Revoluções Agrícola e ...

Os iluministas

O Marquês de Pombal e a p...

O poder absoluto

A sociedade do Antigo Reg...

Os interesses dos grupos ...

Condições da prioridade p...

O Mundo visto pelos europ...

Objectivos para a Prova G...

Matriz de Conteúdos da Pr...

História 8 no Facebook

Espaço de armazenamento e...

Lições n.ºs 55 e 56

Lições n.ºs 51 e 52

O contrato social, a sobe...

O direito natural

Galileu, de Liliana Cavan...

Galileu, de Joseph Losey ...

O método experimental

Lições n.ºs 49 e 50

"Neste dia: 25 de Abril"

Objectivos para o trabalh...

O terramoto de Lisboa

O terramoto de 1755

A submissão da nobreza

Lições n.ºs

Objectivos para o trabalh...

Objectivos para o trabalh...

Objectivos para o teste d...

Lições n.ºs 39 e 40

A pintura barroca

A música barroca

O palácio de Mafra

O Palácio de Versalhes

"Marie Antoinette", de So...

"The Rise of Louis XIV", ...

Arquivos

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Ligações

SeguraNet